3 de jun de 2011

Allein : Tsuki o kyoyō shite iru ma



Ao frio que sinto  enquanto grito à Lua


a minha nostalgia, me faz rever, reescrever


minha vida, que breve caminha,


e se torna uma canção, e eu me torno mais angelical





não estarei no topo, no inicio da lista, em 1º lugar


apenas quero ser muito mais do que sempre fui


na medida do impossível, ser mais que perfeito


e gritando à revolução que amar é preciso





eu sozinho, enquanto a lua permitir


meu destino em olhares tristes, com um breve e suave sorriso


um vinho tinto , um chá de menta, um beijo uma poesia


sobre a lua e´sempre só





enquanto eu permitir serei sempre


o que eu sempre quis ser


o sonho caminha em busca de vida


eu busco em minha vida teu sonho  perfeito





numa semibreve, serei breve, enquanto a canção termina


eu suspiro! ate breve, para um breve reencontro


do amor, que se passa, enquanto pássaros cantam a minha canção






24 de fev de 2011

Linhas projetadas, De Asas abertas, Num Céu infinito


a vista de um sonho, sombreando a estrada dos poderes
em vista, a linha da seriedade, que em mim renova a ilha do planalto
e do alto dentro de mim, o céu infinito completa a malícia das nuvens
um satisfeito , outro logo pede, nesse céu aberto, a grandeza da aurora chorando de saudade
e nesse por de sol, a lua se mancha na fascinante prévia do paraíso
e no sorriso dos castiçais vivemos a alegria tesouradas pelo nosso caminho
cortando o que está fora do eixo, como uma brilhante arte, em um palco

pra onde vais? pronto para voar, nesse céu em chamas
pra outro universo , o inverso da vida, onde o céu é nosso lar, e de la, vemos o novo paraiso
enquanto a saudade nos deixa dessas
linhas projectadas num monumento real, de asas abertas pra quem chega
em um céu infinito que nos cobre
Para sempre!

25 de jan de 2011

Fim doNatal de Janeiro


Enquanto o inverno grita no solido e preciso destino de solidão
as arvores cantam as gotas serenas da vida celeste
e no sabor de um doce beijo que envolve a ardencia do desejo
o sol fosco e sombrio se cobre de tristeza

Enquanto a rua repleta de rios e lagos
festeja o movimento dos carros , os raros passos
se cruzam com rapidez, longa breve ilusão
reflete-se no ar, as lagrimas que ali se escondem

a Lua por si, chora antes da noite chear
e num canto frio e escuro do universo
esta a sincera porporção para uma luz 
brilha como as vozes de alegria num brinde de amor
e como a Lua que dentro de um aquario natalino
janeiro, o ano inteiro é natal, e como em março
o espaço se torna final, pois no fim
o que resta é sentir o antes seria introdução

Tarde finita pela Lua



 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
À espera de uma outra tarde que nos incedeie
com seus raios de sol laranja incandescente
e em nosso olhar a solidão refletida no ar
deixa o suspiro do brilho se despedindo

Um olhar que distante está, um outro lugar, outro momento, outro alguém. Uma nostalgia que o coração vai partindo

E enquanto aquela suave lembrança
realçada pelo brilho da solidão nos invade,
fugimos da realidade

Corremos sem direção, em desespero invadimos o que nos era proibido. E o que era apenas saudade agora desvanece-se diante dos olhos sem qualquer sentido

como se fosse um simples pôr-do-sol
que se vai, em silêncio, suspirando lentamente
sentindo, o que não tem mas sentido,

como se fosse um simples pôr-do-sol
que se vai, em silêncio, suspirando lentamente
sentindo, o que não tem mais sentido,

Como nas sombras de um devaneio. Fenece toda razão e brota a velha sensação de não se sentir mais como o mesmo.

e com a mesma ilusão que define a nossa realidade
enxergamos a nitida loucura do mesmo coração, num espelho surreal que recebe a noite

A mesma noite que nos brinda com todo o seu esplendor. A mesma Lua que nos deixa ao chão, por terra, numa arfante solidão, em dor

e olhando pra Lua, que sempre nos alivia da ardencia da paixão, podemos mergulhar em gotas de alegria, numa nostalgica realidade

A luz que está a banhar tudo ao nosso redor faz a melhor lembrança voltar, e é o mesmo dizer que Lua é sinônimo de toda saudade.

Saudade, um grito incandecente, na nevoa da madrugada
E como na tarde esperada, sentirás apenas o palido gosto do que tudo será!

E é ali, na palidez do sabor de algo incerto, que encontro algum motivo para não desistir. Lutar pelo desconhecido e descobrir o que está por vir

À espera da mesma tarde nos dizer
nesse breve por-do-sol, o que esta por vir
para que mais uma noite, acompanhada da Lua
e como um paraiso, o teu olhar reflete o verde ceu


                    Melissa Emerald / Yoh Walk

29 de out de 2010

Nuvens de Cristal, Chuva de Sonhos


Nuvens de cristal estão entrando no meu sol
e na minha frente quase semper é tudo igual
a minha natureza, liberdade, indecisão
a vida não faz sentido,sentindo medo da ilusão

No centro transversal da tua ultima dimensão
luz se move como a magia da ilusão
e suavemente a noite corta cores da razão
e ao fim do precipicio está guardada a atração

Nuvens de cristal estão entrando na minha Lua
e na tua mente vou caminhando ate o final
a livre natureza, minha simples tradição
e entre os campos e jardins estará a canção

Nucleo de saudade, linha de atração
simetria de sintonia,um suspiro de paixão
sombras e sorrisos, sons e sensaçoes
a chuva em nosso corpo desenhando o sonho





27 de out de 2010

Descrição da realidade

 
Como as nossas vidas passaram?
Por uma avenida tão cheia?
Quanto movimento brusco!
Com tantas descrições da realidade!

Como pode ser, o dia, se a noite sempre será?
Como será nós dois, após a nossa descrição?
Como será a realidade, após o final?
Por onde é a saída, por onde eu vou entrar?

Eu ainda sei o que está escrito
Eu decorei as falas, as cenas e os sentidos
Eu amei quem me amou
E nunca vou embora sem me despedir

Agora eles poderiam esquecer a estrada
mas o mapa é minha mente

eu vou mostra-lá o caminho certo
Mas só ela pode me dar a direção

Eu ainda sei o que aconteceu
Eu decorei cada segundo do fato
Eu amei quem me odiou
E nunca vou embora sem me despedir

Como seria a vida se eu morasse na lua?
Quando eu poderia te ver se tudo fosse assim?
Até quando eu tenho que entender o que nunca foi dito?
Não precisamos odiar ninguém,
isso é apenas a descrição da realidade

Eu ainda quero você
Eu aprendi a amar perfeitamente
Eu andei até aqui
Mas nunca vou embora sem você...

Realidade não é solidão!

Jardim da manhã

 
Bom Dia! manhã perfumada
Tu princesa dos Jardins e das sombras
que teu dia seja um passeio em um jardim
num jardim como o meu
que tem flores como você! graciosamente linda
princesa das sombras..
sombra das cerejeiras
sombra das rosas vermelhas
que nos jardins.. acampam os gramados
.. que teu dia seja um sorriso
sorriso brilhante de criança
que quando entra na dança não pode parar
que tua tarde esteja na saudade que eu sinto
para q eu possa assistir teu sorriso
e ler o teu sentimento
como se fosse poesia
como teu perfume em teu corpo
revele tua alma, e tua pele doce e suave
se faça o paraiso! em rosas de amor
e como no meu jardim, tua voz suave e lirica
canta aos desejos, divididos nas entrelinhas do horizonte
 e as aguas cristalinas nos abraça
e longe la de longe, os anjos sorrindo e brincando
apreciam tua existencia
do memso modo q eu irei apreciar

23 de out de 2010

Brisa da manhã . II

Já não vejo o segredo guardado em um livro
Já não choro por um tesouro perdido
Mas é triste viver, sem uma razão
Sentir o que poderia ser real

Eu fugi de mim pra me entregar a você
Eu entendi o sentido, o perigo, a inexistência
Mas agora minha vida esta impressa
Céu nublado, que sem pressa está se abrindo

Além da brisa da manhã
Tudo vai ate o final
O teu beijo, o teu sorriso, o teu olhar
É simplesmente uma leve transição
           
Você sempre escondeu a verdade
De tudo e de todos
Agora não mas nada
Nem falta, nem amor, nem saudade

Tudo que eu quero é te ter aqui
Ter na minha vida so a verdade
Sentir a eternidade no teu olhar
Como se fosse sempre paixão

Bellos Ares

Enquanto o tempo passa
Eu espero o horizonte me dizer a direção
Enquanto o ares me consolam
Eu tenho que voar

As vezes eu sinto o teu beijo
Os segredos, os desejos, os belos ares
Que me trazem ate aqui

As vezes eu vejo o céu fechado
Olhares, sorrisos, tempestades
Que me prendem ao teu amor

Já é hora de partir,
Já é hora de cantar
Não preciso de asas pra voar
Os belos ares vão me guiar

Um desejo que é tão real
Que parece sonho
Um sorriso tão perfeito
Que não parece ter efeito

Não vejo o fim, nem mesmo o infinito
Mas você me faz ir ao paraíso
E no mesmo horizonte
“a borboleta bate as asas e o vonto vira violência”

O Anjo do meu reflexo

Um espelho, uma estrada, um futuro sem nada
Com tudo que eu queria, como tudo que nós temos
Igual ao que teremos, igual ao que passou

Um vidro quebrado, um anjo guardado
No meu coração, mesma direção
Um destino digital, ao lado do acaso

Um vidro vermelho, um fio de cristal
E sempre ao meu lado, vestígios do céu
Os tão opostos, mas tão iguais

Temos a liberdade de nós prendermos ao amor
E somos presos ao que é vital
Sempre no teu reflexo, e na minha mente

A nossa estória é uma vitória
Voltamos agora pra não te esquecer
Será sempre uma memória

Somos o ouro à luz do sol
Teus olhos um diamante à luz da lua
Venha ver o pôr-do-sol pois a vida continua

O pôr-do-sol no teu espelho
Tua mente, tua beleza
Dois por um a vida inteira

O amor à luz de velas
A luz do olhar complexo
O anjo do meu reflexo

17 de out de 2010

Sonho Orvalhado

Os gatos pretos caminhando no sol
solidão à dois, contra contradição
minha alma tão ferida, dissolve aquela o surreal
e a lua inocente não aprende a dizer não1

eu queria gritar pro céu
caminhando na lua
refletindo as nuvens de cristal
minha alma é tão sua

poderia chorar no esquecimento
no inverno, na escuridão
mas não estando na razão
não há porque chorar antes do fim

dores orvalhadas de desejo
beijos neblinados de paixão
caminh4r5ando sobre lua.. na chuva
os meus sonhos viram você

ah!
eu ainda posso sentir o meu silencio
o vento que não nega o beijo da canção
o metal da minha alma, as ferrugem e cristal
teu beijo, teu olhar, minha cura, escuridão

os gatos pretos caminhando sobre a lua
sob a nuvem negra, nosso amor, na escuridão
a mesma borboleta que me fez a companhia
se sente tão distante tão sozinha sem nós dois

eu queria gritar pra todas as galáxias
com o silencio perfeito da canção
refletindo as nuvens de cristal
minha alma é sempre surreal

poderia chorar no inferno
no inverno, na escuridão
mas estarei no teu paraíso
os meus sonhos no teu coração

Last;Lakri'me


me vejo ao seco silencio
e ao sabor da ultima lágrima
que consola a escuridão brilhante

vejo o sofrimento do céu em sua escuridão
como uma lágrima após um sonho bom
o sangue que escorre é o ultimo silencio da canção

a lua coberta de sangue, nos protege na longa noite
seu sorriso triste e carente me mostra o meu caminho
a ultima lagrima pode ser o eterno carinho

entre o sonho e a solidão, tua voz me diz ao coração
o ultimo gole do vinho, o ultimo momento sozinho
minha vida entre um horizonte sombriamente tremulo

aquela estrada me reflete o amor eterno
o silencio da noite fria nos conquista um ao outro
e os passos marcados nos acompanham

somos anjos perdidos no meio da escuridão
pura e fria .. escuridão
silenciosa e misteriosa , e com toda razão!

pura e sincera aquela voz em atração
perfeita , princesa da escuridão
sozinho's , nos dois numa só razão

eternamente, como um só coração
infinitamente, com ou sem direção
perfeitamente, como eu você e a nossa solidão

...                                    Yoh Walk Tenshi


13 de out de 2010

Noite Eterna

Minha noite, dentro de minha alma, envolve tua asa, princesa da Lua, que tua é a beleza noturna, e com as estrelas que estendem a via lactea estará a imensidão do amor.
 Minha breve solidão, se acaba em tua chegada, e teus lábios tocando em minha face, procurando suavemente o desejo, o desejo que arde entre nossos lábios, e nos consome, minha, sempre minha doce princesa invadindo meu caminho, não me deixe sozinho.
  .. pois só eu não sei amar, me ensine a voar, e eu te mostrarei a nossa direção, me ensine a te amar, e eu destruirei a ilusão, 
   quero sentir tua pele, e na noite fria, sua pele aveludada buscando caricias, buscando amor, buscando o desejo que a noite floresce, e quando o sol chegar, nos vamos descansar, pra que tenhamos uma otima noite novamente

Teu olhar que encanta a minha noite, me enche de desejo, se eu não pudesse te amar, eu jamais existiria, minha linda e fascinante garota angelical, que é protegida pela Lua, entrego-te a mais perfeita rosa vermelha, que será eterna em tuas mãos, e longe de nós deixará de ser um botão, e enquanto a noite estiver em nossas vidas, o nosso amor estará em nossa paixão.
   Minha princesa da Lua, aventureira das estrelas, perfeita como a noite, suave como o silêncio das nuvens ..  venha me tocar, me abrace, pois quando o fim chegar, seremos eternos, faça do silêncio a nossa serenata, faça da tua fantasia, a nossa vida, pois nossos sonhos serão os mesmos, e quando tudo acabar, vamos recomeçar!!

Sákura

サクラ
 
Se apaixone, diga ate mais
mas se entrege,diga a verdade
e profundo, distante da realidade
eu prometo ser eterno, ao
Assim como a cerejeira balança ao vento
E logo florescerão

Ao céu choram as tempestades
e cai ao lado de minhas lágrimas
Minhas lembranças e imagens sobrepõem
o por do sol, e minhas luas, e cerejeiras
a reprise do futuro



Doce flor, doce menina
encantadora é tua existência

e em minha vida, o amor mais complexo me completa
como a flor de cerejeira


Se apaixone, deixe tudo de lado
O que eu desejo, e como sutileza da cereja
Assim como as minhas asas ao vento
neste momento eu quero te amar e logo florescer

E nessa repetição de estações
Meu coração sendo renovado 
e como um jardim, 
ele estará lhe esperando

Guarde seu passado, esconda no báu
Eu acho que não deve estar longe daqui
E o horizonte rosado, faz sumir a solidão

sobre o campo infinito onde so há cerejeira
Andando em círculos retorno ao mesmo lugar
Por isso quero estar mais perto de você
Eu continuo procurando o verde céu

Se apaixone, diga adeus
mas prometa fique aqui pra sempre
a cerejeira balança ao vento
Suavemente estendo minhas mãos até você
 
eu te amo tanto.. que não sei se devo amar
e tua encantadora existência
será sempre minha, sakura

Simplesmente ame

Pisces


Nas águas do infinito o amor é essencial
Doce e suave,complexo e perplexo, 
na possibilidade de mudar de opinião,
e quando sem ligar a seta, muda o rumo
inverte a coisa embola o pensamento então
e na pura realidade do sonho, se entrega a emoção
Espirituoso, romântico, sereno e poderoso, 
controla sempre o coração, mas nunca sabe a direção
amorosas, compassivas, emocionalmente profundas e verdadeiras,
as vidas que ele abraça, os lábios tocados, as almas ligadas
de mente aberta, comprometidas, sábias, simpáticas,
receptivas e tolerantes 
sempre compreende o inconstante
e sonho enquanto sobrevive
o sonho q envolve a timidez, faz a vida eterna.
                               .. ( Yoh Walk) 

"É peixe quando pula e descortina
a clara possibilidade de mudar de opinião
é peixe quando o germe da loucura
se transforma em claridade e anda pela contramão
é peixe quando salta o precipício da responsabilidade
e tem uma queda pra ilusão
é peixe quando anda contra o vento, desafia o sofrimento
e carrega o mundo com a mão
é peixe quando a luz do misticismo
se transforma na procura do princípio e da razão
é peixe quando anda no oceano de quarenta correntezas
sem nenhuma embarcação " 
                                   .. ( Oswaldo Montenegro)

12 de out de 2010

Mond Engel


Minha alma, aliviada, com o sabor da noite suave diz
Sou tua sempre tua, minha, sempre, eterna Lua
meu olhar diante das estrelas refletem em minhas asas
e longe , muito longe daqui, eu preciso encontrar
a minha simetria, uma linda alma que me encantaria!

Lua minha amada lua, tão livre, tão sua, tão breve, tão nua
proteja-me da possibilidade do processo negativo do universo
e o inverso da alma se transforme em calma
e o karma se desolve, vira névoa 
tão leve é o meu coração que carregar o amor
tão leve vôa tua paixão, por cima do meu jardim
"e quando eu não voltar, acenda o mesmo lume de estrelas
que eu deixei no teu olhar"

que os meus sonhos sejam sempre sonhos
mas que acontecem nessa dimensão
que a alegria da noite se transforme em poesia
e a vida se transforme em sonho pra eu sempre poder Amar...

!!!

10 de out de 2010

Reflexos da Contradição

... Reconheci teus erros, mas não vou derramar minhas lágrimas
... Reecrevi meus sonhos, como se fosse poesia..
e esqueci como eram as curvas da estrada..
.. se eram erradas, ainda não me perdi!

olhe em meus olhos, eu ainda vejo o mesmo horizonte diante de mim
diga o seu maior sonho, pois tudo que queremos, teremos enfim

tudo se dividiu diante da Lua
tudo se resumiu diante do Sol
cartas digitais, farois de raio-X, espelhos refletores
galaxias em conexão, universo em contradição
diga o inicio e faça o final

pra que chorar, se todos erram à final
pra que errar diante da Perfeição
olhe o céu, e veja porque tudo acabou
o fim está tão proximo como o começo que ja se foi

tudo se divide, tudo se resume
tudo reflete num espelho que ninguem viu
as nuvens no céu, o horizonte infinito
aos nossos olhares é apenas uma ilusão elíptica
 que na verdade nunca será vista!

23 de set de 2010

Sombra do Silêncio


.. No ar o primeiro grito! no sopro do silêncio a primeira paixão
onde será o inicio da canção!? minha estrada tão livre,linda,preparada!
minha longa viagem pra longe de mim, como se fosse miragem
estando tão perto de mim, tão perto do fim
eu vejo diante do silêncio, que será necessário chorar! 

e entre os mistérios da meia noite, a meia lua à meia luz
nos conduz ao amor eterno.. amor feito de silêncio
.. O amor é feito de Lua! tão minha tão sua 
.. o amor é feito de calma, sem crime e sem karma
o amor é feito de canção, sem fonte de inspiração!
.. o amor é feito de fogo, mas não se queime
não se cale, não se esconda, não peça socorro!

.. O amor é feito de Lua
e quem diria que um dia eu ia pisar!
na terra , no mar, na lua, no ar!
.. Quem diria que eu iria amar
como a Lua sempre me ensinou!

.. e assim pode se iniciar
o que nunca terminou!